You are currently viewing Neuromodulação no Tratamento da Incontinência Fecal

Neuromodulação no Tratamento da Incontinência Fecal

O que é a Neuromodulação e como ela ajuda no Tratamento da Incontinência Fecal

A neuromodulação é uma terapia na qual se realiza a estimulação dos nervos sacrais ou periféricos com o objetivo de restaurar circuitos neuronais danificados. Desta forma, melhorando o controle das funções intestinais, e disfunções urinárias.

Estatísticas apontam que um a cada doze indivíduos apresentam incontinência fecal, o que corresponde a 18% da população geral. Entretanto o problema é subestimado uma vez que os próprios pacientes evitam procurar tratar esta condição, apesar do grande impacto no dia a dia, afetando sua qualidade de vida,

Em geral, as mulheres são as mais acometidas por esta incontinência, principalmente pela possibilidade da sua associação com traumas obstétricos.

Como é o tratamento da Neuromodulação?

O paciente recupera o seu controle esfincteriano em diferentes casos de incontinência, a conduta e o algoritmo do tratamento dessa condição sofrem uma grande modificação, e assim todas as incontinências podem ser tratadas por meio desta terapia.

Estudo publicado no periódico Techiniques in Coloproctology e realizado por especialistas da América Latina com 129 pacientes (sendo 119 mulheres, a maioria com histórico de lesão obstétrica) concluiu que a neuromodulação sacral é segura e eficiente no tratamento da incontinência fecal.

A neuromodulação está contraindicada em gestantes, indivíduos com idade inferior 16 anos, com infecções da região sacral e para pacientes que tiveram lesões medulares completas.

Referência Bibliográfica:

Artigos:

Oliveira L.,et al. Sacral neuromodulation for fecal incontinence in Latin America: initial results of a multicenter study. Techiques in coloproctology. 2019,25:545-500.

Quer saber mais sobre esse assunto?

Clique aqui e fale com a gente no WhatsApp ou envie uma mensagem em nosso formulário de contato.