You are currently viewing Como Saber Qual a Melhor Via de Parto para Paciente

Como Saber Qual a Melhor Via de Parto para Paciente

Saber qual a melhor via de parto é uma questão importantíssima.

Veja abaixo dúvidas comuns sobre o tema:

“Minha família nasceu toda de cesariana, então meu parto não pode ser normal”

“Eu sou muito baixinha, não posso ter parto normal?”

“Será que vou ter passagem?”

“É possível saber a resposta só pelo toque vaginal?”

Que resposta devemos dar à gestante?

Exceto em casos específicos em que o parto normal é contra indicado, só iremos saber se a parturiente irá evoluir para o parto normal quando a mesma entrar em trabalho de parto. Não podemos afirmar que a paciente “não tem passagem” só pelo toque vaginal durante o pré-natal.

É necessário que a paciente passe pela chamada prova de trabalho de parto, em que são observadas contrações uterinas, espontâneas ou induzidas artificialmente, rítmicas e progressivas, objetivando o apagamento e a dilatação do colo uterino.

Qual a melhor via de parto: parto vaginal ou parto cesariana?

É exatamente neste cenário que surge um outro extremo: grupo de pessoas que condenam totalmente a cesariana, ou o parto normal.

Quanto maior a briga, maior a desinformação (ou informação errada) passada para as pacientes. E quando isso acontece a gestante procura muitas vezes informações distorcidas em outros meios de comunicação.

Para mudar esta realidade, é imprescindível que o pré-natalista oriente bem seus pacientes, ofertando informações corretas sobre os prós e contras do parto normal e da cesariana eletiva. Deixar a gestante informada, a vontade, aberta ao diálogo, e obter todas as informações baseadas em evidências científicas é sem dúvidas, o maior objetivo do profissional obstetra e pré-natalista.

Referência Bibliográfica:

Artigos:

Parto normal ou cesariana? Fatores que influenciam na escolha da gestante.  Silva, SPC, Prates RCG, Campelo BQA. 

Fatores que influenciam na escolha da gestante.  Silva, SPC, Prates RCG, Campelo BQA. Revista enfermagem UFSP.

Quer saber mais sobre esse assunto?

Clique aqui e fale com a gente no WhatsApp ou envie uma mensagem em nosso formulário de contato.

Deixe um comentário